Souselas e Botão contra a criação de novas linhas dos SMTUC só para a zona sul

Posted by

O executivo municipal vai aprovar, na reunião de hoje, as já anunciadas cinco novas linhas dos SMTUC, que deverão entrar em funcionamento já na primeira semana de dezembro. Todas as carreiras vão beneficiar a zona sul do concelho.
Revoltado, o presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão acusa o presidente da câmara de “abandonar por completo a zona norte do concelho”. Por isso, Rui Soares promete estar na reunião desta tarde, em protesto. Antes, porém, deixou um aviso, na sua página do Facebook: “Acho que este assunto vai ter que ser resolvido à moda antiga…”.
Os transportes públicos rodoviários preenchem uma parte substancial da agenda da reunião de câmara de hoje. Dos pontos que se referem aos SMTUC, um deles é particularmente importante: o que prevê a aprovação de linhas existentes e a extensão da rede.
Como se sabe, vão ser cinco novas linhas, nas freguesias de Almalaguês, Antanhol, Assafarge, Ceira, Cernache, São Martinho do Bispo e Torres do Mondego. Segundo a câmara, são “mais de 140 horários e cerca de dois mil quilómetros onde se prevê que no próximo ano viajem 580 mil passageiros”.
Quem não gostou nada de ver confirmada esta medida foi o autarca de Souselas e Botão. “Depois de uma tarde a analisar os documentos para a reunião de Câmara de amanhã [hoje], percebo agora a indisponibilidade do presidente da Câmara e dos vereadores responsáveis pelo pelouro dos transportes, em vir esclarecer os munícipes à reunião que tivemos no INEDS”, escreveu ontem Rui Soares.
Em causa, segundo o autarca independente, eleito pelo movimento Somos Coimbra, está a iniciativa da junta de freguesia que convocou, para 25 de outubro, uma reunião sobre as carências nos transportes públicos a norte.

Toda a informação na edição impressa de hoje, 11 de novembro, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.