Opinião: A propósito de mais uma notícia bombástica…

Posted by

Este governo socialista deseja recompensar a assiduidade na função pública. Mas a ideia genial de premiar os que cumprirem um dos deveres mais elementares de todos – o de se apresentarem assiduamente ao trabalho -, evidencia o estado de degradação a que chegámos. Haja Deus!

E já agora, sentido de Estado, por não restar uma réstia de bom senso a quem nos governará durante, pelo menos, outro quadriénio. É que, quando se olha para o outro (ainda grande) partido político, que aspira a voltar a ser (talvez um dia…) alternativa de governo, não se vê que “as forças de dentro, e as de fora deste PSD”, concebam políticas muito diferentes das “deste PS”.

Mas o nosso país, para se desenvolver, terá de ser muito diferente. Mais audaz, para penetrar em mercados diferentes. E mais sóbrio, nas despesas públicas que nada tragam de substancialmente diferente. Pelo que defendo uma urgente mudança radical, promovida por quem for capaz de superar as conhecidas insuficiências que nos têm feito depender de sucessivos empréstimos e de “conjunturas externas”.

E que advogo a necessidade premente da União Europeia evoluir para quadros institucionais de maior cooperação política, sem excluir uma possível confederação. E que acredito que, se após o Brexit se consumar, outros Estados-Membros pagantes seguirem o caminho do Reino Unido, esta União desabará, desiludindo centenas de milhões de europeus.

Mas hoje, sou eu que estou desiludido. Não com os que se voltaram a endividar acima das suas possibilidades, para adquirir “bens e serviços” dispensáveis. Nem com quem explora a iliteracia económica e política de quem, mesmo possuindo educação e estatuto, não entende realmente o que rege o futuro deste país.

E menos ainda com os descarados que mentem de forma tão subtil, que criam a ilusão suprema de que só dizem verdades. O que me traz desiludido, é que quando a verdade se impõe – por atingir tudo e todos -, quase ninguém se queira lembrar de quem mentiu!

Dizem alguns (e pensarão outros), que critico políticas e políticos, e opino sobre temas diversos, como sendo o patrão da verdade. Não é bem assim! A verdade é que, como os ditosos da minha geração, estudei num grande liceu, pelo que ainda lembro que “só sei que nada sei”.

E não é por presunção, que alerto para o perigo de deixarmos que “umas paletes de políticos” nos governem. É que há certas notícias inacreditáveis, das que abrem telejornais, que sendo ou não verdadeiras, o que fazem vir à mente de muita gente, é que há modos de vida verdadeiramente inexplicáveis.

Voltando à notícia bombástica com que iniciei este artigo, a mesma devia ter causado uma onda de repulsa que levasse este governo a arrepiar caminho. Mas só ouvi um comentador a dizer que falta pulso às chefias da função pública!

O que me faz erguer a voz contra quem tem o dever inalienável de governar sem olhar para a contabilidade de votos, para relançar a esperança no futuro de um país mais igual, e mais desenvolvido, a renascer das cinzas de tantos incêndios vis.
Claro que há sempre a esperança de que os nossos jovens sejam solidários, e que trabalhem com afinco, em proveito do futuro coletivo. Certamente que estudando imenso, mas criticando, desde muito cedo, o que acontecer ao seu redor.

Dos governos das suas terras ao do país, que tardam em fazer tudo o que for indispensável, para que todos nós possamos ajudar a vencer o desafio da competitividade global deste país. É que, para progredir, não basta trabalharmos mais, e sermos mais produtivos. É forçoso que cada um de nós, e o país inteiro, sejam muito mais competitivos.

Só que a competitividade global depende imenso da organização do Estado. Se esta for simples, os custos de contexto baixam. Mas a simplicidade exige políticas esclarecidas, e estas carecem de lideranças políticas que coloquem o país acima de tudo, e de todos. Até lá, o povo pouco poderá fazer. Mas poderá sempre exigir, a quem governar, serviços públicos desburocratizados.

3 Comments

  1. Poortugues says:

    Desde que o seu querído Anibal era primeiro ministro que se começou esta separação entre Função Publica e trabalhadores privados que em nada faz sentido. Não podemos ter trabalhadores de primeira e de segunda, todos devem ter direitos e deveres iguais.

  2. olá olá

  3. Howard Finn says:

    Uma ampla variedade de empréstimos para atender às suas necessidades financeiras.

    Pesquisando em toda a Internet, os empréstimos legítimos podem ser desmembrados e muitas vezes é difícil encontrar o empréstimo certo para atender às suas necessidades. A Howard Financial oferece uma ampla gama de opções de empréstimo para todo o mundo e poderíamos ter o empréstimo certo para você.

    Com Empréstimos pessoais, Empréstimos pagos diários, Empréstimos à habitação, Empréstimos para poupança de dívidas, Financiamento de veículos, Contratos de celular na lista negra, Empréstimos comerciais todos os disponíveis.

    Se você deseja que um dos consultores entre em contato e ajude a encontrar o empréstimo certo, basta enviar um e-mail: Howardfinancialaid@yahoo.com

    Selecionar qualquer tipo de empréstimo, esteja procurando um valor maior ou menor. Entre em contato conosco agora e veja como podemos usar-lo. entre em contato conosco hoje para qualquer tipo de empréstimo via

    E-mail: Howardfinancialaid@yahoo.com

    Muitas felicidades.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.