Recolha de fundos vai ajudar a terminar projeto iniciado há 16 anos em Coimbra

Posted by

FOTO DR

Os moradores de um bairro de Coimbra vão lançar uma campanha de recolha de fundos para que seja terminado o projeto de um Centro Social e Cultural, que está por concretizar há 16 anos, foi hoje anunciado.

O objetivo dos moradores do Bairro da Relvinha, que promovem a campanha de ‘crowdfunding’, é “angariar 34.000 euros em 60 dias”, uma vez que a ação termina em 12 de dezembro.

Segundo os promotores, em 2003, do projeto Relvinha.CBR_X, promovido pela Associação Cívica Pro Urbe durante a Capital Nacional da Cultura em Coimbra, “resultou um projeto de construção de um espaço sociocultural para as pessoas se poderem juntar e manter o espírito de convívio e união que caracterizam o bairro, bem como para a dinamização de atividades culturais”.

No entanto, “passaram 16 anos e o projeto, apesar de ter sido iniciado, ainda não foi concluído”.

Agora, os moradores no bairro lançam o apelo para que todos “contribuam com o que puderem” e apoiem a causa.

“Se cerca de 1.100 pessoas doarem 30 euros cada uma, o sonho de jovens e de idosos do Bairro da Relvinha é concretizado e Coimbra ganha um novo polo de dinamização cultural, social e comunitária”, é referido em comunicado hoje enviado à agência Lusa.

A nota refere que os moradores do Bairro da Relvinha “têm uma história de luta” e de mobilização “única” na cidade de Coimbra.

“O bairro da Relvinha das ‘casas’ de madeira degradadas faz parte da memória da cidade de Coimbra”, assinala.

A nota lembra ainda que “28 famílias, que tinham sido desalojadas, após a demolição de várias casas na zona da Estação Velha, Rua do Padrão e Arco Pintado são realojadas em casas de madeira de forma provisória em 1957”.

“O provisório tornou-se definitivo até à Revolução de Abril de 1974, altura em que os moradores do bairro se organizaram, aproveitando alguma da experiência acumulada de alguns dos seus moradores no combate e resistência ao fascismo”, acrescenta.

Os habitantes fundaram a Associação de Moradores em 1976 e, dez anos depois, fundaram a Cooperativa de Construção e Habitação Económica Semearrelvinhas, que assina agora este ‘crowdfunding’ pela concretização do projeto do Centro Social e Cultural que, após a sua conclusão, “poderá aproximar mais o bairro do centro, dinamizando atividades culturais que atraiam os moradores do bairro, mas também das outras zonas da cidade”.

Segundo a nota, atualmente existe um espaço, mas com deficiências, “sobretudo ao nível do teto que exibe por dentro as telhas imediatamente acima das traves de madeira, e faltam a construção de dois anexos de raiz que servirão de sala de computadores com uma pequena biblioteca, equipamentos aos quais os moradores de outra forma não têm acesso, e um espaço administrativo”.

“O projeto é assinado pelo arquiteto João Mendes Ribeiro e resta apenas avançar com as licenças camarárias, logo após a obtenção dos fundos, para arrancar com as obras caso o orçamento seja alcançado. A previsão é de que fiquem concluídas no final de 2020”, remata.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.