Condenado a 17 anos e meio de prisão por matar o irmão

FOTO BEIRAS / PEDRO RAMOS

O homem que matou o irmão a tiro num campo de milho, em outubro do ano passado, em São Martinho de Árvore, Coimbra, foi hoje condenado pelo Tribunal de Coimbra a uma pena de prisão de 17 anos e meio.

António Marçal, de 61 anos, foi condenado por homicídio qualificado do irmão, Silvino Marçal, 10 anos mais novo, e por  posse de arma proibida. Estava ainda acusado de um crime de ameaça, mas foi absolvido.

O homem terá ainda de pagar a título de indemnização por danos patrimoniais e não patrimoniais uma quantia total superior a 250 mil euros à viúva e às duas filhas, uma das quais menor.

“Não mereceu credibilidade a versão que o arguido aqui apresentou”, referiu o juiz que presidiu ao coletivo que julgou o caso. Durante o julgamento o arguido tentou argumentar que o tiro que se revelou fatal tinha sido disparado acidentalmente durante uma luta em que os irmãos se envolveram e até que podia ter sido a própria vítima a disparar.

Na origem do crime, que ocorreu precisamente há um ano (23 de outubro de 2018), esteve um diferendo relativo à posse de um barracão agrícola usado pelos dois irmãos e que tinha sido herdado do pai de ambos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.