Cantanhede: Requalificação urbana envolve demolição do ex-edifício da ETPC

DR

Começam hoje as obras de remodelação do edifício onde, até há cinco anos, funcionou a Escola Técnico Profissional de Cantanhede (ETPC).

A dimensão e amplitude da empreitada obriga ao condicionamento do trânsito viário e à alteração da circulação pedonal, “de modo a acautelar a segurança dos transeuntes nas ruas da área de implantação da Casa Municipal da Cultura, que será, também ela, objeto de requalificação no âmbito da empreitada”, referem os serviços autárquicos.

A intervenção incidirá nos dois imóveis contíguos, na confluência da Rua dos Bombeiros Voluntários e da Rua General Humberto Delgado. Está prevista a demolição de algumas paredes junto à via pública, designadamente da ex-ETPC viradas a norte, onde serão instalados tapumes.

Andaimes obrigam a suprimir passeios
O mesmo se passa junto à fachada frontal da Casa Municipal da Cultura, cuja faixa pedonal é suprimida em função da necessidade de colocação de andaimes, situação que impõe ainda a eliminação a passagem de peões para o Largo Cândido dos Reis, bem como a ocupação de uma das vias da Rua General Humberto Delgado ao longo de cerca de 30 metros, até ao cruzamento com a Rua dos Bombeiros Voluntários.
O condicionamento da circulação, sobretudo de peões, permanecerá durante todo o período de execução dos trabalhos, que deverão prolongar-se durante um ano.

Quase dois milhões de euros de investimento
Adjudicada por 1,9 milhões de euros euros, a empreitada de remodelação da ex-ETPC e requalificação da Casa Municipal da Cultura faz parte do Programa Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Cantanhede, que está em curso com investimentos em várias vertentes.

Notícia completa para ler na edição impressa desta segunda-feira, 14 de outubro de 2019, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.