Agressões entre polícias e mulher na loja dos SMTUC

FOTO DR

A confusão gerou-se na segunda-feira ao final do dia na loja dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), na avenida Emídio Navarro.

O espaço encerra às 19H30, mas, mesmo depois da hora, um grupo de cerca de 40 pessoas recusava-se a sair e exigia carregar o passe de transporte ou o livro de reclamações. A PSP foi chamada ao local e, em comunicado, refere que três agentes acabaram agredidos por uma mulher, de 43 anos. A alegada agressora defende-se e diz que houve “agressividade forte” e “abuso de autoridade” por parte da polícia.

“À chegada dos meios policiais, foi possível verificar que um grupo de cerca de 40 pessoas causava alguns problemas no interior do estabelecimento, por se recusar a abandonar o local, apesar da determinação expressa nesse sentido”, refere a PSP em comunicado enviado ontem ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Terá sido nessa altura que uma mulher, de nacionalidade russa, se aproximou de um dos polícias e “de forma astuciosa retirou-lhe o bastão e agrediu-o na zona lombar, tentando, ainda, subtrair-lhe a arma, o que levou à pronta reação dos polícias presentes e à sua detenção”.

“É uma grande mentira”

A mulher, por sua vez, diz que a situação ocorreu mais cedo, porque os funcionários queriam fechar a loja às 19H00 e, como havia ainda uma grande fila no exterior as pessoas começaram a reclamar. “Assim que a polícia chegou, começou a empurrar com força e eu disse que não podiam fazer isso e que ia tirar uma fotografia”, relatou ao DIÁRIO AS BEIRAS, mostrando os braços com nódoas negras que diz terem sido provocadas pelos agentes.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.