10 anos de EUROACE, uma eurorregião sem fronteiras

Em 21 de setembro de 2009 foi assinado o protocolo de constituição da eurorregião EUROACE, na cidade de Vila Velha de Ródão, e iniciou-se uma nova fase da cooperação que o Alentejo, a Região Centro de Portugal e a Extremadura tinham já começado no princípio dos anos 90, graças ao apoio dos diferentes programas europeus Interreg.

Estes primeiros dez anos como eurorregião mostram um balanço positivo e permitiram-nos consolidar a cooperação através de projetos conjuntos destinados a desenvolver, de forma integral, as margens dos nossos grandes rios fronteiriços, a interconectar os principais centros de investigação de cada região, a impulsionar a competitividade das empresas ou a proteger a vida selvagem e as singulares paisagens de montado compartilhadas.

A cooperação transfronteiriça nestes dez anos foi além dos projetos e chegou aos municípios e às associações e grupos que compõem a sociedade civil. O impulso europeu que foi necessário para que as fronteiras internas fossem desaparecendo já não é tão imprescindível, pois foram criadas dinâmicas internas em cada um dos territórios que compõem a eurorregião. Agora é o próprio tecido social que se encarrega de encontrar as suas alianças e colaborações com organizações homólogas do outro lado d’A Raia.

Esta evolução está a fazer avançar uma nova cooperação que procura oferecer soluções para problemas comuns da eurorregião e os projetos abordam desafios como o envelhecimento e o despovoamento, a prevenção da violência de género, a incubação de projetos empresariais ou a promoção turística conjunta. Ao lado desta nova cooperação está a do dia-a-dia, que permite compartilhar programações e atividades de todos os tipos ao longo do ano, promovendo encontros entre jovens e estudantes ou ampliando o conhecimento da língua e da cultura dos nossos vizinhos.

O sucesso destes primeiros dez anos da eurorregião EUROACE é um estímulo para continuar a tarefa de transformar as antigas linhas dos mapas numa terra mais fértil para a construção europeia, um espaço onde o que temos em comum nos une e onde as diferenças nos enriquecem.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.