Reitor da UC quer mais residências universitárias em 2021

“Esperamos ter novas residências universitárias em 2021”. A garantia foi dada ontem, pela voz de Amílcar Falcão, reitor da Universidade de Coimbra (UC), que prometeu um investimento no aumento e requalificação das residências para jovens em 2020.
O alojamento é, para o líder da UC, uma das prioridades para os próximos anos e os resultados deste investimento só deverão ser apresentados dentro de dois anos.
Ontem, em plena Semana de Receção ao Estudante, Amílcar Falcão acompanhou Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, numa visita pelo roteiro das matrículas. A eles, juntou-se também Daniel Azenha, presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG-AAC), numa manhã em que os responsáveis aproveitaram a oportunidade para dar as boas-vindas aos caloiros que se registavam no Polo I da universidade.
Sobre as colocações, Amílcar Falcão realçou o “balanço positivo”, ainda que “sem estar demasiado eufórico”. Apesar de mais 300 estudantes do que no ano passado terem colocado a UC como primeira opção, o reitor considera que este fator ainda pode ser melhorado.
“Queremos continuar a afirmar-nos como instituição de referência e, nesse sentido, ainda há um caminho para percorrer. Olhamos sempre para quem está em cima e acho que podemos melhorar em vários indicadores”, afirmou.
Por outro lado, Manuel Heitor mostrou-se satisfeito com o aumento do número de jovens que ingressam no Ensino Superior. “Há quatro anos, apenas quatro em cada dez pessoas com menos de 20 anos seguia o seu percurso no Ensino Superior. Hoje, a percentagem ronda os 50 por cento, o que representa um aumento de 10 por cento em comparação com 2015. O Governo quer reforçar ainda mais esta política”, frisou.
Questionado sobre o alojamento para jovens a preço controlado, o ministro lembrou que foram criadas 600 novas camas neste âmbito em todo o país, este ano. Contudo, considerou que este esforço “não é suficiente”, assegurando que o investimento é para continuar.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.