Pastel de Tentúgal passa à final das 7 Maravilhas Doce de Portugal

FOTO DR

O Pastel de Tentúgal garantiu este sábado um lugar na Grande Finalíssima que vai decorrer em Montemor-o-Velho, no próximo sábado, dia 7 de setembro. A escolha teve lugar na gala dos pré-finalistas 7 Maravilhas Doces de Portugal, que se realizou em Ferreira do Zêzere.

Para o padrinho da candidatura, João Ataíde das Neves, secretário de Estado do Ambienta, o Pastel de Tentúgal “tem com identidade” e “foi precioso” na atribuição do título Região Europeia da Gastronomia 2021, uma candidatura foi apresentada na época em que o governante desempenhava funções como presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.
“É um pastel único, com 408 anos e com a massa mais fina do mundo, com 0,15mm”, reforçou.

Ao avançar que “o Pastel de Tentúgal é só feito por mulheres e é uma mensagem de amor e carinho, para todo o Portugal e para todo o mundo, das mulheres de Tentúgal”, o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, sublinhou: “É a consagração de um doce que é uma obra de arte”.

“Agradeço a Portugal, à Junta de Freguesia de Tentúgal, que foi quem iniciou este caminho, aos pasteleiros presentes, que foram muito importantes para esta vitória, e a todos aqueles que acreditaram em nós”, reiterou.

O edil montemorense lembrou ainda que “o grande projeto Região Europeia da Gastronomia 2021”, lançado pelo padrinho da candidatura, vai ser fundamental “para a internacionalização do Pastel de Tentúgal”.

No decorrer da gala dos pré-finalistas 7 Maravilhas Doces de Portugal, José Craveiro, líder da claque, voltou a demonstrar todo o seu amor ao pastel e a Tentúgal e esclareceu: “O Pastel de Tentúgal nasceu dentro do convento para ser remédio para os malnutridos, com as freiras a terem o cuidado de criar, inicialmente, este doce para valer às crianças e aos mais idosos”.

3 Comments

  1. Zé da Gândara says:

    Olha…É uma boys band, tipo os Abcesso, não?

  2. Olha…Abcesso? Será um do tipo cutâneo, como o que aparece no ombro de um dito cujo, em estado dilemático consciente e por questões relacionadas a Ética, no How to Get Ahead in Advertising, de 1989…?

    Será? Será? Será?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.