Opinião: Um sonho – Queda do caos

Posted by

Convida-me para fazer uma palestra no Exploratório o professor da Faculdade de Ciências Adriano Pedroso de Lima. Surpresa. Aceitei. Título: “O Estado perfeito”. Já tinha o sumário elaborado. É que para tratar de assunto de tal monta poderá levar horas ou até dias.

Deitei-me e não é que na madrugada tenho o seguinte sonho? Três pessoas. Uma senhora com à volta de 70 anos, outra de 40 anos, sorridentes, alegres, e um rapaz entre os 20 e os 30 anos, taciturno. Insistem que vá a Lisboa a uma missa de defuntos. “De quem?”, interrogo. Retiram-se delicadamente, sorridentes.

Qual é a interpretação que dou e no que vou dizer na palestra é o caminho a adoptar para que termine o plano infindável de desgraça e surja o ressurgimento.

Nesse sumário, surge o termo corrupção, como sendo o desvirtuamento das ideias, procedimento ou pensamento para proveito material ou espiritual. Tem sido a arma que nos Governa, espalhada por todo o mundo.

O caos em que esse mundo se encontra – e com tendência para se agravar – é fruto desse actuar e a ignorância é o seu alimento. Se nos deixarmos de partidarice somos imbatíveis, como o demonstrámos nos quatro anos que estivemos à frente dos HUC, nos quais trouxemos para Coimbra o centro da medicina portuguesa. Construímos o maior serviço de ortopedia europeu, e que se encontrava entre os de melhor qualidade. Hoje está tudo desmoronado, não por responsabilidade de quem lá trabalha, mas de quem manda.

Não temos nenhum clube do desporto rei na primeira divisão. Temos de consegui-lo.

O ensino tem de ser outro. A propósito, como presidente honorário da Escola Universitária Vasco da Gama e a convite da direcção, fui assistir à abertura do ano escolar com pais e alunos. Tendo verificado o afinco com que a direcção lá trabalha e ensina e ouvido os discursos da direcção, professores e alunos, fica-me a certeza que, após 25 anos, está aberto o caminho para o que disse no meu gabinete no Mosteiro de São Jorge de Milréu a professora catedrática da Universidade de Estrasburgo, deputada europeia, presidente da comissão de ensino superior do parlamento europeu, Anne Marie David. “Se vos deixarem instituir este sistema de ensino, daqui a 25 anos quem manda no vosso país são os vossos alunos”.

Não deixaram e, hoje, continua a não haver ninguém que saiba mandar. Não será essa a causa?

O esforço de laboração e harmonia a que assisti na Escola Universitária Vasco da Gama é louvável, um louvor que é tão pouco para o muito que fizeram e pelo tanto que ainda há para fazer. Que o Criador vos inspire e acompanhe.

Que venha para Coimbra a sede do Governo, que ainda é a capital de Portugal (e que ela o mereça)!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.