“O xarope milagroso é uma enxada que não deixo enferrujar”

Posted by

FOTO JORGE DIAS

José Marques, natural da povoação da Serra da Boa Viagem e residente em Quiaios, celebra hoje 100 anos. Com uma saúde de ferro e uma memória de elefante, ninguém diz que nasceu há um século. Um dia, alguém lhe perguntou qual era o xarope milagroso que o mantinha assim. “O xarope que tomo para me manter assim é uma enxada que não deixo enferrujar”, respondeu. Aliás, ainda a utiliza, na horta, para se manter ativo.

A enxada acompanha José Marques desde os sete anos, quando começou a trabalhar na agricultura, nos campos da família. Não foi à escola? “Naquela altura, na aldeia, não havia escola”, frisou. No serviço militar, cumprido nos Açores, obteve a equivalência à antiga 4.ª classe, que acabaria por confirmar em Angola, para poder exercer a profissão de sondador de água, país onde trabalhou e residiu durante mais de 30 anos.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.