Fernando Namora condecorado com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade

DR-Margarida Namora, filha do homenageado, recebeu as insígnias entregues por Marcelo Rebelo de Sousa

O escritor condeixense Fernando Namora foi condecorado, a título póstumo, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, pelo seu singular percurso no panorama da literatura nacional.

De acordo com nota de imprensa da autarquia de Condeixa-a-Nova, a condecoração foi entregue no passado dia 29 de agosto, na abertura da 4.ª Festa do Livro em Belém, numa sessão de homenagem ao livro e à leitura, cumprindo o anúncio que fora feito por Marcelo Rebelo de Sousa, no passado dia 15 de abril, aquando da cerimónia de abertura das comemorações do centenário do nascimento de Fernando Namora.

Entre outros, o escritor foi distinguido pelo Presidente da República com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, honra atribuída a pessoas com feitos de especial relevância para Portugal, e cujas insígnias foram entregues à filha mais nova do homenageado, Margarida Namora, acrescenta o documento.

A homenagem, justificou Marcelo Rebelo de Sousa, prende-se, para além de outras considerações, com o facto de Fernando Namora ter sido “o retrato do que era Portugal do campo e da cidade, visto pelos olhos de um médico nos dramas de cada um dos seus pacientes, uns físicos e outros morais” e sobre o qual, “lamentavelmente, caiu um manto pesado de esquecimento”.

Esta foi a terceira condecoração concedida pela Presidência da República a Fernando Namora, depois de o escritor ter recebido o Grande Oficial ato da Ordem de Santiago de Espada (atribuído por Ramalho Eanes) e a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (por Mário Soares).

A notícia completa pode ser consultada na edição impressa de fim de semana, 7 e 8 de setembro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.