CHUC justifica tempo de espera para consultas de Otorrino

FOTO ARQUIVO DB/LUÍS CARREGÃ

O elevado tempo de espera nas consultas de otorrinolaringologia no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) deve-se à “elevada procura” do serviço e à redução do número de médicos, explicou hoje fonte hospitalar.

Depois da denúncia feita hoje pelo Diário As Beiras que dá conta que o tempo de espera para uma consulta de otorrino no CHUC pedida pelos cuidados de saúde primários pode ultrapassar os 800 dias.

“A especialidade regista uma elevada procura, sendo que um terço das consultas realizadas são de doentes provenientes de fora da área de influência do CHUC”, refere um comunicado.

A nota refere também que a liberalização de escolha por parte do utente gerou uma maior procura deste serviço, que realiza cerca de um milhão de consultas por ano.

Neste momento, segundo o CHUC, “no caso dos pedidos muito prioritários, todos os que ultrapassam os 30 dias de espera, encontram-se agendados”.

“De 2018 para 2019, à data de agosto último, a percentagem de primeiras Consultas a Tempo e Horas (CTH) aumentou 2,3 pontos percentuais”.

O CHUC garante que “assegura toda a urgência e também toda a ORL Pediátrica da região centro”, apesar de, já este ano, se ter registado a saída de seis médicos, quatro por aposentação e dois por outros motivos, “o que veio diminuir a capacidade de resposta”.

“O CHUC e a ARSC estão a trabalhar e a envidar esforços no sentido de melhorar os tempos de resposta desta especialidade a todos os utentes que nos procuram”, acrescenta ainda a entidade.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.