Sindicato anuncia que motoristas vão deixar de cumprir serviços mínimos

Posted by

O porta-voz dos motoristas de matérias perigosas acaba de anunciar que os motoristas escalados vão recusar fazer serviços mínimos. Segundo Pardal Henriques, a associação de transportadores de mercadorias Antram subornou os primeiros motoristas que saíram de Aveiras de Cima para iniciarem funções no primeiro dia de greve.

“Quem rompeu com os serviços mínimos não foi o sindicato, foi o Governo e as empresas”, disse Pardal Henriques, admitindo que, com a recusa dos serviços mínimos, a requisição civil dos motoristas é “inevitável”.

“Os primeiros que saíram foram pessoas subornadas”, disse Pardal Henriques em Aveiras de Cima, onde estão reunidos vários motoristas para cumprir a greve que teve início hoje à meia-noite e de onde saíram os primeiros cinco camiões-cisterna com matérias perigosas, cerca das 06:30.

O sindicalista reiterou não ter tido acesso às escalas de motoristas que irão cumprir os serviços mínimos, referindo, no entanto, que vários motoristas acusam colegas de terem saído subornados para não fazerem greve.

“As responsabilidades serão apuradas, estamos a reunir provas e daqui a pouco faremos o ponto da situação”, afirmou, sublinhando que a situação “prejudica, mais uma vez, os trabalhadores”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.