Miranda do Corvo entrou na Volta para ficar

Miranda do Corvo estreou-se ontem com uma partida na Volta a Portugal.
Ao cabo de 81 edições, o presidente da autarquia não escondia o orgulho por receber este evento e um desporto que arrasta multidões.
“À 81.ª edição, pela primeira vez temos uma partida e logo da 1.ª etapa de um evento que é único e maravilhoso para o país, que arrasta multidões e que, muitas vezes percorre parte do interior esquecido do país”, afirmou, ao DIÁRIO AS BEIRAS, Miguel Baptista.
O autarca admitiu que a “aposta do município foi claramente bem-sucedida, a olhar para os muitos visitantes que decidiram marcar presença”.
A aposta no evento prende-se com a “notória visibilidade que confere” aos municípios envolvidos. E Miranda do Corvo “tem tentado, ao longo dos últimos anos, trazer mais pessoas ao concelho e à região”, acrescenta Miguel Baptista.
Daí que deixe escapar a possibilidade de voltar a investir neste evento.
“Vamos fazer uma avaliação e quem sabe se não poderemos repetir em próximas edições”, revelou Miguel Baptista. Afinal, “a organização está satisfeita pelas condições proporcionadas pelo concelho e pelo município”, admite o autarca.

Joaquim Gomes confirma
Diretor da Volta a Portugal há 10 anos, e a comemorar 30 desde que venceu a “Grandíssima” pela primeira vez, Joaquim Gomes confessou-se como o principal responsável pela vinda da Volta a Miranda do Corvo.
“É uma estreia que dependeu em pleno de um desafio que lancei ao executivo municipal, na pessoa do senhor presidente”, revela. E que foi, de pronto, correspondido: “Desde a primeira hora, até com algum entusiasmo, pelo facto de ser uma estreia, ao fim de 92 anos de Volta a Portugal, ficou logo acertada esta partida”.

Reportagem completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.