Candidatura do Geopark Estrela avaliada pela UNESCO no final do mês

Posted by

DR Associação Geopark Estrela

A candidatura da Serra da Estrela a Geopark vai ser analisada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) na 4.ª Sessão do Conselho de Geoparks Mundiais, na Indonésia, foi hoje anunciado.

A Associação Geopark Estrela adianta, em comunicado hoje enviado à agência Lusa, que “o Geopark Estrela vai estar presente na 4.ª Sessão do Conselho de Geoparks Mundiais da UNESCO, que se reúne entre 31 de agosto e 2 de setembro em Rinjani-Lombok UNESCO Global Geopark, na Indonésia”.

“Nesta reunião será avaliada a candidatura da [Serra da] Estrela a Geopark Mundial da UNESCO, da qual sairá a decisão final sobre a sua aprovação, de um processo que se iniciou em 2017 com a entrega do Dossier de Candidatura à UNESCO”, explica na nota Emanuel de Castro, coordenador executivo da Associação Geopark Estrela.

Segundo a fonte, “a decisão terá, ainda, de ser ratificada pelo Conselho Executivo da UNESCO, altura a partir da qual a [Serra da] Estrela integra a lista de Geoparks Mundiais da UNESCO, caso tal venha a ser aprovado“.

A Associação Geopark Estrela, com sede na cidade da Guarda, nas instalações do Instituto Politécnico, entregou em novembro de 2017 a candidatura da Serra da Estrela a Geopark Mundial da UNESCO.

Os trabalhos da candidatura começaram em 2014, em 2015 foi assinado o memorando de entendimento com os nove municípios abrangidos (Gouveia, Manteigas, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Guarda, Seia, Oliveira do Hospital, Covilhã e Belmonte) e, no ano seguinte, foi criada a Associação Geopark Estrela.

O território que é candidato a Geopark Estrela tem 2.216 quilómetros quadrados de área e 170 mil habitantes.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.