Académica: Vitória da raça

DB- Carlos Jorge Monteiro

A Académica jogou melhor, na maior parte do tempo, teve mais clareza de ideias, e foi mais objetiva. Mas não foi por isso que os estudantes venceram ontem, frente ao Leixões. Ganharam porque nunca desistiram, até ao apito final. Uma vitória da raça e do querer.

Ao contrário do que tem sido habitual nos últimos anos, a Académica começou o campeonato a vencer, ontem, frente ao Leixões (3-2), num grande jogo de futebol, em que a vitória podia ter “caído” para qualquer lado.

Foi, de resto, a terceira vez, nos últimos 10 anos, que a Académica começou a ganhar.

A última ocasião tinha sido há três anos, em casa do Olhanense (2-1). Antes disso, já na 1.ª Liga, é preciso recuar às épocas 2011/2012 e 2010/2011, para ver as vitórias por 2-1, em casa da U. Leiria e do Benfica, respetivamente.
César Peixoto já tinha avisado que, este ano, seria sempre até ao apito final, e os jogadores deram-lhe razão, logo na primeira oportunidades. Dias, aos 88’, fez o golo da vitória.

Notícia completa para ler na edição impressa desta segunda-feira, 12 de agosto, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.