Marefoz coordena projeto europeu na Figueira da Foz de restauro de sapais

Posted by

Foto: DR

Uma quinzena de investigadores estão a monitorizar a dinâmica dos sapais no estuário do Mondego, tendo em vista a sua restauração. A equipa tem base e coordenação no laboratório Marefoz (Universidade de Coimbra), instalado na Incubadora do Mar & Indústria da Figueira da Foz.

As experiências científicas realizam-se ao abrigo do projeto ReSEt, financiado pela União Europeia. Os cientistas inovaram ao combinar várias técnicas para facilitar a escolha da solução que melhor associe o custo e a eficácia.

As experiências, esclareceu ao DIÁRIO AS BEIRAS Tiago Verdelho, investigador e coordenador do projeto, visam o desenvolvimento de técnicas que permitam perceber como se comportam no restauro dos sapais.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.