Opinião: Ambiente

Posted by

Na Figueira da Foz o ambiente é um parente pobre da política. Não passamos do “diagnóstico” e dos “planos” que não passam do papel.. O que mudou no ambiente local? Há menos carros a circular? Há mais passeios e são mais largos? Os espaços verdes aumentaram de dimensão? Fomenta-se a biodiversidade? Reduziu-se a área de monocultura de eucalipto e pinheiro? As árvores ornamentais são cuidadas de forma profissional? Usam-se águas pluviais e residuais para rega? A taxa de reciclagem é de 30%? Os bares, festas e eventos abandonaram o plástico descartável? O município caminha para a autossuficiência energética?…etc.

Poderia fazer dezenas de perguntas sobre o progresso da sustentabilidade do concelho. Tenho a certeza que ficariam sem resposta positiva. Aliás, não há um relatório municipal sobre o “estado do ambiente”. Esta lacuna revela enfaticamente o desinteresse pelo tema.

O ambiente serve como propaganda, umas fotos com os jovens preocupados com as alterações climáticas, uma bicicletada e um passeio pela “cidade saudável” ao qual a oposição adiciona o folclore do acesso à Serra.

O presidente Carlos Monteiro ainda não percebeu, ou não quer perceber porque lhe custaria votos do “centrão” mais conservador, que o ambiente é valorização do território, progresso e criação de riqueza. E por isso terá que estar no centro das decisões, contrariando hábitos instalados, um corpo técnico calcificado e a incapacidade de sair da mediania regional.

Será Monteiro capaz de fazer como presidente o que não fez enquanto vereador do ambiente?

3 Comments

  1. maria antonia gomes says:

    E o que dizer daquele imenso areal que roubando praia de um lado e desertificando o outro e está a afastar todo o turismo. Não terá solução?
    Se não tem, porque não desenvolver actividades tais como uma piscina junto do relógio ou dar a concessão para aquapark?
    O que se passa com aquela fábrica de cimento parada há dezenas de anos sem vida nem proveito algum? muitas interrogações e mistérios nesta cidade por resolver. Porque estão as obras paradas no meio da cidade, onde se começam e não se acabam e os cidadãos já começam a queixar-se do cheiro dos esgotos praticamente a céu aberto? porque mataram árvores saudáveis? porquê..porquê..porquê. Muitos porquês e poucas ou nenhumas respostas. Silêncio absoluto. Cá estaremos para as promessas eleitorais.

    • Mariazinha do Ó says:

      Porque matam as árvores saudáveis?! Então não sabe que há pelo menos quatro porquês e não três?
      1.º Porquê – Porque sim. Como já alguém sugeriu.
      2.º Porquê – Porque quem matou as árvores eram espíritos deformados que foram sujeitos demasiadas vezes à audição da canção popular Eu cortei o pinheirinho! Já cortei, está cortado! – e, por um mecanismo clássico de generalização do estímulo, tornaram-se homicidas, com impulsos incontroláveis, de todas as árvores e até arbustos de maior porte, porque estes homicidas apresentam défice de discriminação dos estímulos.
      3.º Porquê – Porque há indivíduos que apresentam um grave défice empático para com toda e qualquer árvore saudável e retiram muito prazer do seu aniquilamento.
      4.º Porquê – Porque nenhum dos outros indivíduos teve a coragem de resolver o tal défice empático dos homicidas de árvores saudáveis, porque a única maneira que há do défice ser resolvido, é os homicidas experimentarem do mesmo mal, o que implicava tornar os indíduos saudáveis em homicidas de homicidas de árvores. E ninguém esteve para ir parar à pildra por ajuste de contas mesmo muito directo com os homicidas de árvores, e por excesso de empatia para com as espécies vegetais.

      Em suma, são todos ou uns cobardes, ou uns deformados do espírito sem cura possível.

  2. maria antonia gomes says:

    gostaria de falar daqueles semáforos que foram construídos porque se achou necessário para prevenção pública tais como o do cruzamento perto do Intermarchê, onde o tráfego é bastante intenso e os peões têm de atravessar a estrada a correr para não serem apanhados por um dos carros que ali se cruzam por todos os lados. Se os peões não são ligeiro devido à idade ou problema físico, apanham com um carro em cima como eu já vi no hospital caras amassadas por esse facto. O semáforos existem, gastou-se dinheiro pago pelo erário público para os construírem, mas desligados servem a quem? quem souber a resposta que responda. a minha ignorância é demasiado grande para conseguir entender.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.