UC inaugura Academia Sino-Lusófona com Joaquim Chissano

ARQUIVO DB / LUÍS CARREGÃ

A Universidade de Coimbra celebra na próxima semana mais um marco no reforço dos laços com a República Popular da China e os Países de Língua Portuguesa, com a inauguração oficial da sua Academia Sino-Lusófona (ASL-UC). A conferência inaugural – que decorre terça-feira, dia 11, a partir das 15H30, no auditório do Colégio da Trindade – contará com a presença de Joaquim Chissano, antigo Presidente da República de Moçambique (1986-2005).

O evento, que também contará as intervenções do diretor da Academia Sino-Lusófona, Rui de Figueiredo Marcos, e do reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, antecede o descerramento da placa de inauguração da ASL-UC – igualmente com a presença do embaixador da China em Portugal, Cai Run. “Esta inauguração oficial, com um programa muito interessante, insere-se num ano fausto para as relações sino-lusófonas, quando se celebra o 40.º do estabelecimento de relações diplomáticas entre Portugal e a República Popular da China. O seu convidado de honra, Joaquim Chissano, é um homem a todos os títulos notável e com uma ligação fortíssima à UC [é Doutor Honoris Causa da instituição desde 1999]”, refere Rui de Figueiredo Marcos.

Instituída em outubro de 2018, a Academia Sino-Lusófona tem a missão de desenvolver o conhecimento relevante para as relações entre a China, Portugal e os Países de Língua Portuguesa – especialmente na área jurídica, mas numa perspetiva interdisciplinar – e transferir esse conhecimento para as várias entidades interessadas no desenvolvimento e consolidação dessas relações. “A Academia Sino-Lusófona tem potencialidades ilimitadas. Através dela, a Universidade de Coimbra e a sua Faculdade de Direito farão uma ponte privilegiada entre a China e o mundo lusófono, com a formação dos seus quadros, sobretudo jurídicos”, enfatiza Rui de Figueiredo Marcos, destacando a “atividade inexcedível” do vice-reitor e subdiretor da ASL-UC João Nuno Calvão da Silva na promoção do organismo recém-criado, que já fixou protocolos com “as mais importantes instituições chinesas, como a Academia de Ciências Sociais da China (CASS)”.

É de referir ainda que decorre, no dia 12, pelas 11h30, no Claustro do Colégio da Trindade, a inauguração da exposição “Uma Faixa, Uma Rota”, promovida pela Embaixada da China em Portugal. A cerimónia contará com as intervenções da diretora do Instituto Confúcio da UC, Cristina Zhou, do Embaixador da República Popular da China, Cai Run, e do Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.