Mira: Esgotos podem ter “graves consequências ambientais” para a Barrinha

Posted by

FOTO DR

Construir a nova ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) entre Cantanhede e Mira “é uma solução que se impõe com brevidade, dado o tempo que ocorre este problema de afluências indevidas e com possíveis graves consequências ambientais, nomeadamente para a lagoa e barrinha de Mira”.

Quem o diz é o Secretario de Estado do Ambiente, João Ataíde (antigo presidente do Município da Figueira da Foz), que esteve presente na apresentação, em ambos os municípios, da “solução do sistema em alta, a fazer, face ao problema de tratamento de efluentes naquela região, que se verificam desde 2014”, acrescentam os respetivos serviços do Município de Mira.

Versão completa na edição impressa de hoje

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Falácias… a poluição é um mito… Se a mesma poupar algum amigo do regime a ter de gastar umas massas a tratar efluentes ou o poupar a pagar multas, ir-se-à concluir que a poluição até é benéfica e que à imagem das alterações climáticas do Trampa, tal não existe…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.