Filho não se lembra de ter esfaqueado o pai em Coimbra

Posted by

O arguido de 38 anos, que em meados de agosto de 2018 desferiu cinco golpes nas costas do pai, afirmou ontem que não se recordava de nada do que aconteceu naquela data.

Ouvido por vídeoconferência, já que se encontra internado no Hospital Prisional de São João de Deus em Lisboa, o arguido referiu que naquele dia acordou “atordoado”. A explicação dada foi que, no dia anterior, a prima enfermeira lhe terá dado uma injeção e que esta “atingiu o osso”.

Quanto ao “desentendimento” com o pai, o qual terá ocorrido durante o pequeno almoço, o arguido afirmou que só se lembrava deste o ter enervado e de estar constantemente “a falar mal do Benfica”. Questionado sobre o facto de ter acusado a vítima de matar “a Diana Chaves e o MacGyver”, o filho disse que não se lembrava de nada. “Foi um surto que eu tive”, explicou.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.