Vila Nova de Poiares: Melhoria das contas da autarquia em 2018 acaba com risco de “rutura financeira”

FOTO DR

As contas e relatório de gestão de 2018 do Município de Vila Nova de Poiares revelam que se atingiu “a segunda melhor taxa de execução de sempre (execução global de 86%)”, destacou o presidente da câmara, João Miguel Henriques, na apresentação e votação dos documentos na Assembleia Municipal.

O responsável destacou ainda o saldo orçamental de quase 1,5 milhões de euros, que transita para este ano (1.426.022,91 euros), bem como a eliminação das dívidas em atraso a fornecedores e prazo médio de pagamentos (PMP) de 15 dias.
A Assembleia Municipal de Vila Nova de Poiares aprovou os documentos, merecendo os votos favoráveis dos membros eleitos pelo PS, a abstenção do CDS e do presidente da Junta de Freguesia das Lavegadas, e os votos contra dos membros eleitos pelo PSD.
De acordo com o presidente da câmara, houve “redução do excesso de endividamento que, desde que este executivo tomou posse no primeiro mandato, já reduziu mais de 50%, permitindo que o Município de Vila Nova de Poiares – apesar de continuar a ultrapassar os limites legais – tenha abandonado o nível de “rutura financeira”, prevendo-se que em 2023 possa mesmo deixar de ter excesso de endividamento”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.