Perigo de quedas em pedreira da Figueira da Foz com atividade suspensa

Posted by

A pedreira Cabo Mondego Norte, com atividade suspensa desde 2013, foi identificada como pedreira com risco de quedas, informou hoje a Câmara Municipal da Figueira da Foz, que decidiu encerrar o caminho que passa pelo local.

Esta pedreira, que é da responsabilidade da Cimpor, “foi identificada como uma pedreira que comporta situações críticas para pessoas e bens”, afirmou hoje a autarquia do distrito de Coimbra, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Segundo a nota, entre as situações críticas estão “perigos de quedas ou acidentes decorrentes da existência de frentes com inclinação superior ao declive natural, desníveis de cota acentuados” e “ausência de vedação total”.

Face à situação, com presença de curvas em cotovelo sem proteção e a possibilidade de queda de pedras, a autarquia decidiu encerrar o caminho que passa pela pedreira.

Esta medida foi tomada no âmbito do Plano de Intervenção nas Pedreiras em Situação Crítica, no seguimento da derrocada parcial da estrada municipal 255, em Borba, explica o município.

“O município da Figueira da Foz está a ultimar o pedido de estudo ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) para não só resolver as questões levantadas nesta última vistoria, como analisar as condições e intervenções necessárias para tornar possível a ligação entre Buarcos e Murtinheira”, acrescentou a autarquia, na mesma nota de imprensa.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.