Opinião: A indiferença

Posted by

Estamos prestes a fazer 34 anos da adesão de Portugal à Comissão Europeia (CE), na altura Comunidade Económica Europeia (CEE). Foi em 12 de Junho de 1985 que se assinou o tratado de adesão à CEE. Em 1982, foi há 38 anos que os GNR lançaram uma música icónica – “Portugal na CEE”, tendo o refrão: (…) “quero ver Portugal na CEE (…) e continuava (…) agora, que já lá estamos vamos ter tudo aquilo que desejamos (…)”.

Não sei se tivemos tudo o que desejávamos, mas, tivemos uma imensa onda de progresso e desenvolvimento no País que sem Europa não teria a possibilidade de se infraestruturar e modernizar, em áreas determinantes do investimento público, quer local quer nacional.

Hoje em cada pedra que pisamos, em cada estrada em que circulamos, em cada escola que frequentamos, em cada hospital onde entramos, a Europa está presente, por isso sinto tristeza por um estado democrático, o meu, a abstenção nas eleições europeias de domingo, ter rasado os 70%!

Este resultado é a confirmação do desconhecimento de que a “Europa” está no nosso dia a dia! Só a Figueira da Foz desde os Fundos de Pré-adesão (Pacote Delors,1986-1988), ao I QCA (1989-1993), ao II QCA (1994-1999) e III QCA (2000-2006), recebeu cerca de 70 milhões de euros de fundo comunitário para investimento público, não contando ainda os fundos da agricultura e de apoio ao emprego. O desconhecimento de muitos mais o rasar da indiferença de outros, venceram as eleições europeias de domingo! Reflita-se!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.