Madalena Carrito em tribunal por peculato

FOTO DR

Está agendado para a manhã desta segunda-feira o início do julgamento de Madalena Carrito, antiga presidente Associação de Desenvolvimento Integrado de Poiares (ADIP) que está acusada, pelo Ministério Público (MP), dos crimes de peculato e abuso de poder.
Em causa está a obtenção por parte da arguida de “uma vantagem de 30.020,28 euros” ao praticar “atos adversos à função que exercia, decidido em causa própria em seu benefício e em prejuízo da associação sem prévio conhecimento autorização ou deliberação dos órgãos sociais de tal entidade”.
Os factos remontam ao período entre 1998 e 2002 e de 2006 a 2015, altura em que Madalena Carrito esteve à frente da associação poiarense.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.