IPC mais saudável e sustentável

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Os trabalhadores do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) já foram desafiados a trocar cigarros por maçãs, a usar garrafas de vidro em vez de plástico, a beber água da torneira, entre muitas outras medidas que têm sido implementadas pelo Serviço de Saúde Ocupacional e Ambiental (sSOA IPC). Criado em setembro do ano passado, foi ontem apresentado.

Ana Ferreira, pró-presidente do IPC e responsável pelo sSOA, apresentou o serviço, na Escola Superior de Educação de Coimbra, explicando que apesar da criação desta unidade ser obrigatória, ela não foi feita “só para cumprir o estabelecido na lei, mas também porque a existência de condições de Segurança e Saúde no Trabalho constitui um requisito essencial para que o trabalhador se sinta parte da organização, o que se reflete também de forma positiva no seu desempenho profissional”.

Versão completa na edição impressa de hoje, 10 de maio 2019

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.