Figueira da Foz: “Somos fortes, estamos cá e somos verdadeiramente bons”, afirma Fernando Matos

Posted by

FOTO DE PEDRO AGOSTINHO CRUZ

Fernando Matos, administrador da Sociedade Figueira Praia (SFP), detentora da licença de jogo do Casino Figueira, não esconde a preocupação pelo atraso do lançamento do concurso público internacional para a renovação da concessão, pelo Governo.

Segundo o gestor, já deveria ter sido lançado há três anos. Entretanto, os casinos da Figueira da Foz, Lisboa e Estoril (os dois últimos concorrem a um única concessão) vivem momentos de incerteza.
Falando no programa de entrevistas Dez&10, Fernando Matos afirmou, porém, que não lhe passa pela cabeça a possibilidade da SFP não vencer o concurso, por três motivos: “Somos fortes, estamos cá e somos verdadeiramente bons”, afirmou.

“Temos excelentes profissionais, temos uma escola e um lastro histórico de conhecimento intrínseco. Portanto, quem quiser vir, tem nos bater; e para nos bater, tem de ser muito forte e de se esforçar muito”, acrescentou.
O atraso do processo está a condicionar o planeamento, embora a SFP continue em frente com a naturalidade possível. “Não nos preocupa o concurso em si, o que nos preocupa é que o tempo decorrido foi muito e o tempo que falta é pouco. Ou seja, o que nós queríamos era que fosse a tempo e horas. O tempo desejável era três anos de antecedência. Isso é normal, para as empresas planearem os seus investimentos e as suas estruturas financeiras e irem a esse concurso sabendo com que regras contam”, advogou.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.