Concelhos pequenos da região ocupam a segunda metade do ranking nacional

Posted by

Góis ocupa o 307.º lugar no ranking

Com a chancela de qualidade da Ordem dos Economistas, acaba de ser publicado o designado “Rating Municipal Português (RMP)”, que faz o escalonamento dos 308 municípios portugueses de acordo com a sua sustentabilidade financeira. Em relação aos 19 concelhos da Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra (CIM-RC), uma dezena encontram-se na segunda metade da tabela, enquanto seis estão no primeiro terço da tabela nacional.

Os quatro critérios levados em conta por este estudo são “governance”, serviços ao cidadão, desenvolvimento económico e social e sustentabilidade financeira, tendo em conta um total de 25 indicadores ponderados.
Observando os resultados, destaca-se o facto de serem as autarquias de pequena dimensão as que têm pior desempenho em termos de sustentabilidade.

Dificuldades dos pequenos é reconhecida pela CCDRC
Coincidindo com a apresentação do estudo, no mesmo dia (anteontem), a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, reconheceu que os pequenos centros urbanos que estão em declínio “não vão crescer”, sendo necessário aceitar a realidade e gerir de forma inteligente esse declínio.

Notícia completa, bem como o ranking dos municípios da CIM-Região de Coimbra, na edição impressa desta quinta-feira, 9 de maio, do Diário As Beiras 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.