Pescadores da Figueira da Foz aplaudem restrições à pesca da sardinha pequena

Posted by

FOTO JOT’ALVES

A cooperativa de armadores da Figueira da Foz aplaudiu hoje as restrições à pesca da sardinha pequena na região e considerou esta regra fundamental para recuperar a espécie na costa portuguesa.

O Governo, através de despacho publicado hoje em Diário da República, proibiu a pesca da sardinha pequena (mas com tamanho comercial admissível) nas zonas até 20 metros de profundidade entre o norte de Aveiro e o sul da Figueira da Foz.

“Vemos este diploma com naturalidade e aplaudimos a imposição, que é um desejo do setor. A medida é fundamental para a continuidade dos bons resultados que tanto nos custaram a conseguir e que estamos a constatar “, disse à agência Lusa o presidente da Cooperativa de Produtores de Peixe do Centro Litoral, António Lé.

A decisão, explicou, destina-se à zona entre o norte de Aveiro e o sul da Figueira da Foz, por ser considerada uma área de berçários para as sardinhas.

“Fizemos sacrifícios e hoje estamos a colher os frutos. As sardinhas grandes mais do que duplicaram as quantidades avaliadas nas nossas águas”, notou, salientando que proteger os berçários permite assegurar o futuro da pesca na região.

António Lé disse ainda que são os armadores implicados na pesca da sardinha “as principais autoridades a fiscalizar e não admitem sequer que haja intrusos”.

O Governo adiou para 3 de junho o reinício da pesca da sardinha, impondo para este ano proibições da pesca de sardinha pequena com tamanho comercial em algumas zonas, segundo o despacho publicado hoje em Diário da República.

A pesca da sardinha, que estava suspensa desde meados de setembro até hoje, foi prorrogada pelo Governo para 3 de junho.

Ao contrário de 2018, a sardinha pequena, mas com tamanho comercial admissível, só pode ser posta à venda entre as 00H00 de segunda e as 00H00 de quinta-feira e a sua pesca está proibida nas zonas até 20 metros de profundidade, delimitadas entre o norte de Aveiro e o sul da Figueira da Foz, entre o norte e o centro do país, e entre Cacela e Vila Real de Santo António, no Algarve.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.