Aluno da Figueira da Foz apoiado no teste por explicadora através do telemóvel

Posted by

Foto: DB-J.A.

Um aluno do ensino secundário da Escola Joaquim de Carvalho, na Figueira da Foz, enviou perguntas do teste de matemática que estava a fazer à explicadora, através de uma fotografia tirada com o telemóvel, tendo obtido as respostas pretendidas. O estudante foi apanhado em flagrante “delito”.

O aluno violou o regulamento interno, que proíbe a utilização do telemóvel nas salas de aulas, tendo sido sancionado com o castigo previsto. Por outro lado, viu o teste ser-lhe anulado. Ao que o DIÁRIO AS BEIRAS apurou ainda, a direção da escola falou com a explicadora.

Informação completa na edição impressa

5 Comments

  1. António Veríssimo says:

    Uma chico espertice. E a coisa não acaba aqui. Os exemplos são muitos.

  2. Zé da Gândara says:

    Se isto fosse um país decente, já há muito que a escumalha política tinha proibido a utilização de telemóveis na escola… Mas como isto é uma pocilga a céu aberto, nada se faz… Ainda que no limite, não tendo a fedelhada rendimentos próprios, se os papás os tivessem no sítio, não compravam telemóveis à fedelhada e o assunto estava resolvido…

    • Daniela Carvalho says:

      Primeiramente, escusa de estar a insultar o país, pois o que aconteceu podia ter acontecido em qualquer outro sítio. Em segundo lugar, telemóveis são um meio de comunicação importante, e não é porque há crianças que não sabem o que fazem que o senhor tem o direito de criticar a possessão de telemóveis por crianças, visto que algumas sabem o que devem fazer com os mesmos.

      Talvez você devesse ficar quieto em vez de se armar em parvo numa página jornalística.

  3. Se a explicadora pertence ou pertenceu à "escumalha politica" referida no comentário anterior, claro que não acabam os telemóveis na sala de aula.

  4. Uma explicadora que se presta a um papel destes, é obra!
    Não haverá aqui matéria jurídica para que possa ser penalizada?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.