Município de Góis acolhe cinco refugiados sírios oriundos de Alepo

Posted by

FOTO DR

O município de Góis acolheu hoje cinco refugiados sírios de etnia curda e “está empenhado” na sua integração, disse à agência Lusa a presidente da Câmara, Lurdes Castanheira.

Trata-se de uma família oriunda da cidade de Alepo, um casal e três filhos menores, que ficam alojados numa habitação que pertence à Câmara Municipal de Góis.

“É tudo novo, para nós também. Faremos o melhor para que se sintam em família” neste concelho do interior do distrito de Coimbra, afirmou Maria de Lurdes Castanheira, frisando que existem “diferenças culturais enormes” entre os portugueses e os povos daquela região do Médio Oriente.

Estes cidadãos de Alepo são amigos de um refugiado da mesma cidade do norte da Síria, que se fixou com a família nos últimos anos em Miranda do Corvo, onde foram apoiados pela Fundação ADFP, a que preside o médico social-democrata Jaime Ramos.

Do grupo agora instalado em Góis, os três filhos menores têm entre cinco e 15 anos.

Toda a informação na edição impressa de amanhã do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.