Feriado Municipal da Pampilhosa da Serra assinala-se hoje com os olhos no futuro

Posted by

FOTO DR

“Com a mesma fibra que os homens bons da Pampilhosa da Serra rumaram a Coimbra em 1385 para reclamar a autonomia do concelho, os pampilhosenses de hoje em dia continuam a exigir aquilo a que têm direito e a acreditar neste território”, começa por dizer o presidente do município, José Brito, ao assinalar o 10 de abril, Feriado Municipal.

O autarca não vira a cara às dificuldades, principalmente àquelas que se agravaram com a destruição de parte da mancha florestal nos incêndios rurais de 15 de outubro de 2017 na região. Ao longo desse ano, em três fogos, terá desaparecido 80% do território vegetal, destruindo 500 casas, de 1.ª e 2.ª habitação, afetando imóveis de muita gente com raízes no concelho, mas que emigrou ou se radicou nas grandes metrópoles.

Embora ainda haja muita coisa para reconstruir, um ano e meio depois da tragédia, Pampilhosa da Serra recuperou a sua “identidade e autenticidade”, tendo servido de palco, ao longo deste período, de inúmeras atividades e eventos, como é o caso do Seaside Sunset Sessions – que atrai em agosto dezenas de milhares de jovens – mas também o “Pampilhosa Inspira Natal”.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.