Académica: Ki promete trabalhar para agarrar oportunidade

Chegou há quatro anos a Coimbra, tornou-se numa espécie de mascote para os adeptos, motivou rasgados elogios de vários treinadores, mas ainda não conseguiu afirmar-se na equipa principal. Ki voltou à equipa principal no último sábado, e quer mais.
“O meu objetivo é trabalhar bem todas as semanas. Só isso… depois o treinador é que tem que decidir quem joga. A mim apenas me compete trabalhar, trabalhar e trabalhar”, disse, aos jornalistas, num português ainda muito “arranhado”, que lhe tem, aliás, dificultado a evolução, admitiram, já, vários treinadores.
Seis meses depois da última “aparição” na equipa principal, diz ter-se “sentido bem, tranquilo”.
“Já não jogava há seis meses na principal equipa, estive na equipa de sub-23” e “obviamente que é diferente, é um jogo mais forte a nível físico…”, reconhece.
O médio, de 22 anos, que fez o jogo 50 com a camisola da Académica, diz que “é normal” querer jogar mais, mas, recorda, o seu papel é “trabalhar forte todas as semanas e esperar que o treinador decida”.
Com a época a acabar, diz que vai “trabalhar para poder jogar mais no futuro”.
“Para jogar na Académica é preciso trabalhar muito bem. Este ano há jogadores muito bons na Académica, há muita competição”, diz.
Agora, que surgiu a sua oportunidade, diz querer “agarrá-la”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.