Trabalhadores da Acuinova em Mira em greve

Posted by

DR

Os trabalhadores da Acuinova, em Mira, cumprem hoje um dia de greve para exigir que a administração da empresa aceite negociar e discutir a aplicação de um Acordo de Empresa que satisfaça as principais reivindicações. “A greve está a decorrer com uma boa adesão, dentro do esperado” refere João Almeida, da direção do Sindicato de Trabalhadores da Pesca do Norte.

O sindicalista prefere não avançar com percentagens sobre a adesão dos mais de cem trabalhadores à paralisação que começou às 06H00, dizendo que “ainda é cedo para avaliações desse tipo” devido ao facto de a unidade laborar por turnos. Contactada duas vezes pela agência Lusa, a administração da empresa de aquicultura (criação de pregados em viveiros) recusou comentar a paralisação.

A principal queixa dos trabalhadores é a suposta recusa da administração de negociar um Acordo de Empresa que contemple as principais queixas dos trabalhadores. Os trabalhadores queixam-se de desigualdades salariais entre pessoas que exercem a mesma função. “Não se trata de uma questão de género: existem trabalhadores a fazer o mesmo e a receber salários diferentes, sem qualquer explicação”, garante o sindicalista, que está a participar no piquete de greve à porta das instalações da empresa.

Os trabalhadores queixam-se ainda dos baixos salários, com João Almeida a garantir que a maior parte recebe apenas o salário mínimo. Por outro lado, não existem carreiras profissionais, o que impede a progressão na carreira. “Sem carreiras profissionais, não há progressão nas carreiras”, resume João Almeida, que se queixa de que a administração da empresa tem aceitado reunir-se com os trabalhadores, mas que depois recusa dar andamento às reivindicações.

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    fruto podre da política económica socrática

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.