Seleção portuguesa começou a fase de apuramento para o Campeonato Europeu com um “nulo”

Posted by

Portugal iniciou ontem a defesa do título europeu de futebol com um “nulo” perante a Ucrânia, num encontro em que o guarda-redes Pyatov foi a grande figura, na 1.ª jornada do Grupo B de apuramento para o Euro2020.

No Estádio do Luz, a seleção nacional não produziu uma exibição de “encantar”, mas fez mais do que suficiente para começar o apuramento com uma vitória e acabar de vez com uma “maldição” que já dura há mais de 20 anos.

Foi a 3.ª fase de qualificação consecutiva de uma grande competição em que Portugal entrou sem ganhar, e, contabilizando apenas Europeus, o último triunfo aconteceu em 1998, na Hungria (3-1), no arranque para o Euro2000.

Nove meses depois, Cristiano Ronaldo regressou à seleção portuguesa e só não marcou porque Pyatov foi uma muralha na baliza da Ucrânia.

Fernando Santos lançou primeiro Rafa e depois o estreante Dyego Sousa, mas a resistência ucraniana manteve-se ao fim, sendo que o final que podia ter sido bem mais dramático para Portugal, não fosse Rúben Dias.

Embora Portugal tenha tido as melhores oportunidades, a Ucrânia, que fez uma exibição interessante e personalizada em Lisboa, também podia ter regressado a casa com a vitória, com Pepe, já perto do fim, a impedir Júnior Moraes de marcar na estreia pela sua nova seleção.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.