Queima das Fitas não deverá passar pela Figueira da Foz em 2019

Há uma forte possibilidade da Figueira da Foz ficar de fora do próximo programa da Queima das Fitas de Coimbra. O ano de 2019 deverá mesmo ficar marcado pelo afastamento daquele concelho, já que a iniciativa “Comboiada” não deixou boa impressão, na última edição.
Quem o adianta é Leandro Marques, novo secretário-geral da Comissão Organizadora da Queima das Fitas. Ao DIÁRIO AS BEIRAS, numa entrevista exclusiva que será publicada na íntegra na edição de amanhã, o responsável não dá a garantias de nada mas assume que o mais provável é que a atividade que substituiu a Garraiada no ano passado não se volte a realizar.
“De momento, não consta no nosso plano de atividades organizar alguma coisa na Figueira da Foz. Não há nenhuma atividade prevista para substituir o que foi feito no ano passado. Para já, não faz parte dos nossos planos…”, contou o estudante de 26 anos.
Apesar de não (ainda) uma tomada de posição definitiva, Leandro Marques frisa que “há uma forte possibilidade” do concelho da Figueira da Foz não figurar no programa da festa académica, até porque a organização “não sentiu grande interesse” do município local em que se dinamize alguma atividade neste âmbito.

Insucesso recente
desmobilizou organização
Pensado para suprir o espaço deixado pelo fim da Garraiada, abolida em referendo pelos estudantes no ano passado, e para continuar a incluir a Figueira da Foz no “plano de festas” da Queima da Fitas, a Comissão Organizadora optou, na anterior edição, por criar a iniciativa “Comboiada”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.