Opinião: E se fosse contigo?

Posted by

Guilherme Taucci Monteiro tinha 17 anos. Luiz Henrique de Castro, 25. Os dois, eventualmente com a cumplicidade efetiva de um outro adolescente de 17 anos, na passada 4.ª feira entraram numa escola nos arredores de São Paulo, mataram cinco rapazes, com idades entre os 15 e 17 anos, uma funcionária de 38 anos, uma coordenadora pedagógica de 59 e ainda um comerciante de automóveis de 51 anos, tio de um deles.

E depois cometeram suicídio. Pelo que se sabe (e é ainda muito pouco) à hora a que escrevo estas muito sentidas letras, nove, talvez dez, vidas terminaram sem que se cumprisse, certamente, a finalidade última da existência humana: ser feliz!

Não a felicidade baseada necessariamente nos bens materiais (já Aristóteles percebeu que tão natural quanto a inclinação do homem para os bens, são as diferenças entre os bens que existem na realidade), mas naqueles que, por mais altos (ou nobres), satisfazem os desejos inerentes à natureza humana – a diferença básica entre o que eu preciso e o que eu quero.

Nas escolas da Figueira, bem como no país, estão a ser desenvolvidos diversos projetos no âmbito da educação para a cidadania, a qual visa contribuir para a formação de pessoas responsáveis, autónomas, solidárias, que conhecem e exercem os seus direitos e deveres em diálogo e no respeito pelos outros, com espírito democrático, pluralista, crítico e criativo, tendo como referência os valores dos direitos humanos. Pelos jovens. Felizes!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.