Chaimite usado no 25 de Abril é novo monumento da vila de Soure

 

O novo monumento do Parque dos Bacelos, junto ao Castelo de Soure, é um chaimite cedido pelas Forças Armadas que foi utilizado na Revolução de 25 de Abril.
A obra foi ontem inaugurada pelo presidente da Câmara Municipal de Soure, Mário Jorge Nunes, e pelo representante do Estado-Maior das Forças Armadas, general Luís António Baptista, dando início às Comemorações dos 890 Anos da Confirmação da Doação do Castelo de Soure aos Templários.

Esta “homenagem às Forças Armadas pelo Município de Soure”, nas palavras do presidente, deve-se ao facto de a Ordem do Templo ter sido uma das mais importantes organizações militares da sua época e de, em Portugal, ter dado origem à Ordem de Cristo, da qual, hoje, o Presidente da República é, por inerência, o seu grão-mestre, assim como comandante supremo das Forças Armadas.

Esta foi uma das formas que o presidente encontrou para “interpretar os sentimentos do território” e evocar a “identidade templária” do concelho.
Após a inauguração, foi assinado um protocolo entre as duas entidades que define os direitos e obrigações sobre a chaimite.

Toda a informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de hoje, 15 de março

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.