Peugeot 508 afirma-se como familiar com linhas coupé

Posted by

 

FOTO AR

O grande trunfo do novo Peugeot 508 é o facto de assumir uma mudança de paradigma quanto à imagem tradicional dos carros familiares, deixando de ser um tradicional veículo de três volumes, para assumir um design coupé.

Essa personalidade desportiva é percecionada, logo ao primeiro olhar, pelos consumidores, que identificam características de design completamente inovadoras, que cortam com as linhas da versão anterior deste modelo, passando das tradicionais quatro portas, para as cinco (acesso à bagageira), com janelas sem moldura.

A frente é larga e mergulhante, com grupos óticos em Full Led de desenho vertical, como um sabre luminoso. Quanto às óticas traseiras, são tridimensionais, iluminadas de dia e de noite, com intensidade adaptativa.

Estabilidade e tecnologia

Junte-se a isto uma grande evolução em termos mecânicos, como é percetível na melhoria da estabilidade (a partir da direção e suspensões) e a tecnologia infotainment mais recente (Peugeot i-Cockpit®), de que todos os passageiros podem usufruir.

O ensaio dinâmico realizado pelo DIÁRIO AS BEIRAS – em parceria com o concessionário na região, Automóveis do Mondego – permitiu ter um contacto direto com a versão diesel 1.5 de 130 cv, com caixa manual.

As opções no mercado nacional incluem outra motorização diesel, mas com cilindrada 1.8 de 160 cv, com caixa automática; ou as alternativas a gasolina, de 180 e 225 cv de potência.

O conjunto representa uma notória subida de gama do Peugeot 508, prestigiando o segmento das berlinas, numa década em que a opção pelo conceito SUV não pára de crescer, pelo menos na Europa. O novo 508 apresenta-se em Portugal através de uma gama dividida em quatro níveis de equipamento (Active, Allure, GT Line e GT) e composta por seis combinações de quatro motores com caixas de velocidades manual ou automática, já sob a norma Euro 6.2d-temp.

As características desportivas refletem-se na baixa altura do teto, a apenas 1,40 metros do solo, com evidentes benefícios para a estabilidade e dinâmica da condução, mesmo em percursos mais sinuosos.

Toda a informação na edição impressa de hoje, 12 de fevereiro, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.