Pena suspensa para crime de peculato em junta de Tábua

Posted by

FOTO DR

A antiga funcionária da Junta de Freguesia de Mouronho, em Tábua, foi ontem condenada a quatro anos e quatro meses de pena suspensa. A mulher de 36 anos estava acusada da prática de um crime de peculato em forma continuada e um crime de falsidade informática nos anos de 2013 e 2014.

Nesse período, a arguida desviou mais de 4.300 euros da verba relativa aos vales dos CTT. Apesar de ter negado em tribunal que tenha desviado tal montante, a presidente do coletivo Ana Lúcia Godinho referiu que a auditoria feita confirmou a retirada do dinheiro.

 

Notícia completa na edição impressa de 16 e 17 de fevereiro

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.