Opinião: (Des)centralização

Posted by

Descentralizar é o tema da agenda política, que tem trazido à espuma dos dias uma grande panóplia de intervenções. Sabemos que esta temática é uma das pedras de toque na política europeia, exigindo por isso, a exequibilidade de um projeto suprapartidário que nos integre no amplo projeto europeu.

No entanto, este tema não é pacífico nem consensual, havendo mesmo quem rejeite, liminarmente, este processo por achar que ESTA descentralização é mal-amanhada. No fundo, parece haver aqui, por parte desses agentes políticos, não um problema político ou administrativo como alegam, mas sim um problema de semântica, pois, provavelmente, o que pretendem não é descentralizar, mas sim micro centralizar, não tendo a coragem, nem a firmeza em avançar para a consecução de uma proposta descentralizadora.

É imperioso fazer valer e concretizar a descentralização, visto que esta traz consigo uma política de abertura aos investimentos, a uma melhor sustentabilidade e qualidade de vida na nossa comunidade, permitindo uma aproximação do poder político-administrativo do cidadão e uma melhor consecução dos projetos locais em benefício dos seus habitantes.

Por isso, é de enaltecer a coragem e a proatividade da nossa edilidade em dar uma resposta positiva a este projeto ao aceitar a delegação de competências. Contudo, há agora que negociar (e bem) o conjunto de competências, por forma se afirmar uma otimização no desenvolvimento e sustentabilidade da nossa cidade e do nosso concelho.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.