Opinião: 15 anos

Posted by

Quando pensamos no ano 2004, não tenho grandes dúvidas que imediatamente o associamos a… criação da freguesia de Corvite, no concelho de Guimarães. Pois, com todo o respeito, não…; foi o Ano Internacional do Arroz e da Luta Contra a Escravidão, mas houve, claro, o Euro, não a moeda, mas a competição de futebol!

Pessoalmente, não tenho a ousadia de lhe perguntar se se lembra de algo que tenha feito em 2004, mas faz hoje precisamente 15 anos que um certo estudante de Harvard, Mark Zuckerberg, com três amigos (E. Saverin, C. Hughes e D. Moskovitz), na sequência da experiência Facemash, criaram o Facebook.

Inicialmente programado para ser um jogo de contornos menos próprios (“hot or not”), conta atualmente com mais de 2.3 biliões de utilizadores, mas a sua influência (decisiva?) na eleição de Donald Trump, no Brexit, e nas eleições na Alemanha, na França e, mais recentemente, no Brasil, impôs a necessidade de um debate para que a atividade política virtual seja (mais) transparente.

Por isso, em diversos países se atualizaram normas eleitorais e se adotaram regras para o marketing político no ambiente virtual (por exemplo, a proíbição de dispositivos ou programas, como robôs, para distorcer e repercutir conteúdos).

E na Figueira? A Outra Margem, a Política na Figueira da Foz, a Figueira na Hora, ou o Luís Pena, o Pedro Agostinho Cruz e as páginas Facebook dos jornais e dos partidos, por exemplo, poderão ser decisivos nas eleições de 2021? Responda com um Emoji!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.