“Jogar na Académica? No futebol aprendi a nunca dizer ‘nunca’”

FOTO DR

É natural de Coimbra e foi formado no Esperança Atlético. Estas raízes continuam presentes na sua vida?

É um clube pelo qual nutro carinho, por razões óbvias, mas já há algum tempo que não vou lá. Também porque foi mudando de direção em vários anos e perdeu um pouco a mística da altura, mas claro que é especial porque foi onde tudo começou para mim.

Continua ligado à cidade de Coimbra?

Sim, bastante. Quase toda a minha família está em Coimbra, portanto estou bastante ligado à cidade.

Mudou-se para o FC Porto ainda muito jovem. Como foi essa transição numa idade tão precoce?

Sinceramente, não me custou muito. Era realmente muito criança mas, olhando para trás, recordo-me que foi uma grande alegria. Era tudo novo… Custou mais à minha mãe, na altura, do que a mim. Foi algo que adorei! Foram três anos fantásticos onde fiz amizades que ainda hoje mantenho.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.