Académica: Ajuste de contas

Posted by

Arquivo-Carlos Jorge Monteiro

Manhã de 7 de outubro de 2018. O Estoril visitou o Estádio Cidade de Coimbra e “brindou” a estreia de Vítor Vinha no banco do estudantes, de forma interina após a saída de Carlos Pinto, com sete golos. Hugo Almeida, com um bis, conseguiu atenuar a desvantagem da Briosa.

Volvidas 16 jornadas as duas formações têm o mesmo número de pontos, 37, e o mesmo número de golos sofridos, 23. No que concerne aos números do ataque , o conjunto estorilista soma mais oito golos marcados que o conjunto academista, 33 contra os 25 dos comandados de João Alves.

Se o cenário após a 6.ª jornada parecia ser dantesco, à entrada para a 23.ª jornada a Académica atravessa a fase mais fulgurante da temporada. Sete triunfos nos últimos 10 encontros catapultaram os estudantes para a luta pelo “pódio” da 2.ª Liga e, consoante as vicissitudes dos jogos de Paços de Ferreira (1.º com 49 pontos) e Famalicão (2.º com 44), para ainda esgrimir argumentos na luta pela subida.

O adversário deste domingo, que não terá no banco o seu treinador Bruno Baltazar (expulso no jogo frente ao Mafra da 22.ª jornada), em 2019, só venceu dois dos oito encontros que disputou (a Académica, em 2019, venceu cinco jogos em sete encontros disputados). Nas últimas dez jornadas, a equipa “da linha” triunfou em quatro desafios, tendo averbado ainda quatro derrotas e dois empates.
A jogar na condição de visitante, a Briosa é 4.ª equipa com mais pontos somados na 2.ª Liga, 17 em 30 possíveis. O opositor deste domingo (20H00), o Estoril, apresenta o 6.º melhor regista da 2.ª Liga em casa, tendo somado 20 pontos em 33 possíveis.

Mudanças nos estudantes
Frente ao Estoril, João Alves está obrigado a fazer alterações no onze inicial. Os castigos de Hugo Almeida e Toro devem permitir o regresso à titularidade de Djoussé e Júnior Sena que, durante a semana, já trabalharam em pleno com o grupo. Na defesa não devem haver alterações. Peçanha, Jean Felipe, Yuri, João Real e Mike devem jogar no setor mais no recuado.

As maiores alterações são esperadas no meio-campo e no ataque. O trio Ricardo Dias, Fernando Alexandre e Guima deve ir a jogo de início. Júnior Sena e Romário perfilam-se para atuar pelas alas, tendo em Djoussé a referência na área.
Antes do encontro, os estudantes ainda treinaram, na tarde de sábado, à porta fechada, na Academia Briosa XXI.

Notícia na edição impressa de fim de semana do Diário As Beiras 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.