Relação de Coimbra confirma absolvição de Ana Saltão

ARQUIVO DB / LUÍS CARREGÃ

Inspetora da PJ, acusada de matar a avó do marido, em 2012, foi absolvida pelo coletivo de juízes, com base no princípio in dubio pro reu. Provas e argumentos da acusação revelaram-se insuficientes para condenar a arguida

Decisão: absolvida. O Tribunal da Relação de Coimbra negou o recurso apresentado pelo Ministério Público que pretendia contrariar a decisão da primeira instância sobre a acusação a Ana Saltão, suspeita de ter matado Filomena Gonçalves, avó do seu marido, em 21 de novembro de 2012.

Desta forma, e devido à “dupla conforme absolutória” – decisões iguais na 1.ª instância e, agora, na Relação –, fica definitivamente confirmada a absolvição da inspetora da Polícia Judiciária. Tal como aconteceu no tribunal de júri, o princípio “in dubio pro reo” – na dúvida, a favor do réu – voltou a pesar na decisão tomada por esta instância.

Notícia completa na edição impressa de 10 de janeiro

 

Com António Alves

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.