“Igreja do diabo” em Samuel, Soure, reabre após restauro

Posted by

Com uma empreitada paga pelo povo da freguesia (pelo menos em metade do valor de 210 mil euros), é amanhã inaugurada a obra de restauro da Igreja Paroquial de Samuel, na zona poente do concelho de Soure. É uma verdadeira história de determinação dos responsáveis pela Fábrica da Igreja, a trabalhar para este fim desde 2014.
A antiguidade da igreja justifica o empenho do povo da terra, uma vez que os relatos históricos dão conta da existência de um templo desde 1321 (século XIV), mas que foi alvo de alterações ao longo dos séculos, nomeadamente em 1613, quando teve lugar uma obra de ampliação e construção das capelas laterais.

Escultura do diabo
Anterior a esta data, a igreja já era conhecida pelo facto de albergar uma escultura de arte sacra, com São Miguel a espetar uma lança em Lucifer (diabo), representando a vitória do bem sobre o mal.
A simbologia da imagem tornou-se tão forte junto do povo que passou a ser tradição –embora a origem do ritual se perca na neblina da história – depositar cigarros, como forma de pagar promessas, junto ao altar lateral onde se encontra o quadro.

 

Toda a informação na edição impressa de hoje, 26 de janeiro, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.