Guarda envolve Câmaras da região na candidatura a Capital Europeia da Cultura

Posted by

Dezassete municípios da região da Guarda celebraram um acordo intermunicipal de cooperação com o objetivo de reforçar a candidatura daquela cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027, foi hoje anunciado.

Segundo a Câmara Municipal da Guarda, presidida por Álvaro Amaro (PSD), o acordo visa estabelecer um modelo de cooperação entre os municípios envolvidos, “com o objetivo de desenvolver uma estratégia e elaborar um plano de ação que seja adequado a articular as diferentes estratégias locais, aproveitando as economias de escala que a partilha de recursos e a participação em redes proporcionam”.

Para além dos 14 municípios do distrito da Guarda (Aguiar da Beira, Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Pinhel, Sabugal, Seia, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa), o projeto inclui as autarquias de Belmonte, Covilhã e Fundão, no distrito de Castelo Branco.

De acordo com o texto do protocolo, é constituído um grupo de trabalho para a cooperação intermunicipal composto por representantes dos vários municípios envolvidos e da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, “a fim de desenvolver uma estratégia e elaborar um plano de atividades” que terá em atenção os objetivos da iniciativa Capital Europeia da Cultura e as estratégias de cada autarquia.

O plano permitirá “valorizar a identidade do território, a memória, a tradição e a história, projetando-as para a dimensão universalista da Europa e do mundo”, e “dinamizar parcerias com agentes e instituições culturais nacionais e internacionais de reconhecido mérito, articular a estratégia cultural com a área do empreendedorismo, a inclusão social, o património histórico, valorizando a inovação, a criatividade, a educação, o turismo e a economia”.

“Disseminar a ação cultural no espaço público urbano e rural do território envolvido e promover o acesso à cultura e à fruição artística”, e “promover a projeção nacional e internacional da região”, são outras das intenções do acordo que foi celebrado na sexta-feira, no Museu da Guarda.

O grupo de trabalho integra a Estrutura de Missão que foi constituída para a elaboração da estratégia e proposta da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura e funciona em articulação com a sua comissão executiva coordenada pelo antigo secretário de Estado da Cultura José Amaral Lopes.

Para além do ex-governante e conselheiro na área da Cultura da União Europeia, fazem parte do grupo de trabalho Fernando Carmino Marques (em representação do Instituto Politécnico da Guarda), André Barata Nascimento (Universidade da Beira Interior), Efrem Yildiz Sadak (Universidade de Salamanca, Espanha), Rui Jacinto (Universidade de Coimbra), João Mendes Rosa (diretor do Museu da Guarda) e Victor Afonso (programador e coordenador do Teatro Municipal da Guarda).

A comissão é supervisionada por uma Estrutura de Missão composta pelo presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, pelo vereador da Cultura, Victor Amaral, e pelo coordenador, José Amaral Lopes.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.