Distrito de Coimbra: Incêndios em habitações aumentam 80% na primeira quinzena do ano

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

Nos primeiros 15 dias do ano, 36 incêndios destruíram ou afetaram habitações no distrito de Coimbra. Uma média superior a duas ocorrências por dia, numa altura em que as temperaturas estão baixas e ninguém se lembra dos fogos. Os números são preocupantes sobretudo porque representam um aumento na ordem dos 80%, em relação ao mesmo período do ano passado, e tendo em conta o elevado estado de destruição das casas.

Com o frio, “é inequívoco o aumento do uso de lareiras, braseiras e outros equipamentos elétricos que aquecem as pessoas e as habitações”, constata Carlos Luís Tavares, comandante distrital de operações de socorro (Codis) do distrito de Coimbra, referindo-se a “equipamentos de risco”.

“Nestes 36 incêndios urbanos, em 2019, o grau de destruição tem sido significativo, registámos 10 desalojados e quatro feridos. Estes desalojados foram prontamente realojados quer por familiares quer pelos Serviços Municipais de Proteção Civil”, avança o responsável ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.