As duas maiores empresas de Condeixa-a-Nova anunciam investimentos totais de 16 milhões de euros

Posted by

“Captar investimento para o concelho” é a principal intenção da política económica da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova. Ao receber ontem o secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, foi assim que o presidente do município descreveu o esforço que tem sido feito para a criação de mais postos de trabalho, resultantes da fixação de novas empresas e crescimento das que já estão instaladas. Neste contexto, o membro do Governo visitou ontem a unidade industrial de base farmacêutica Farmalabor, do grupo Medinfar, e as Indústrias Cerâmicas Dominó, ambas localizadas na Zona Industrial de Condeixa. “São parceiras essenciais para o desempenho que Condeixa tem tido a nível económico”, sublinhou o presidente da câmara, Nuno Moita, que aproveitou a ocasião para reafirmar que “parece que o nosso sucesso económico se virou contra nós”.

Quanto às empresas visitadas, o CEO da Famalabor, João Lopes, apontou para os 27 milhões de unidades de medicamentos a produzir em 2019, anunciando o projeto de ampliação das instalações da unidade fabril e a possibilidade de quadruplicar a capacidade de produção em dois anos e meio, num investimento de 10 milhões de euros.

Por outro lado, a diretora financeira da cerâmica Dominó, Isabel Paiva,  anunciou a intenção da empresa se candidatar à 2.ª fase de financiamentos do Portugal 2020, num investimento de seis milhões de euros, em inovação tecnológica.

Toda a informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 23 de janeiro

 

One Comment

  1. maria neves says:

    E quantos novos postos de trabalho criarão? Fazem apenas investimentos nos bolsos próprios? É que tanta inovação tecnológica na maioria das vezes REDUZ pessoal. Alguém pode falar sobre este tema? Gostaríamos de saber!
    Ah, os meus comentários são sempre desagradáveis,pelo que nunca os vejo publicados, já me esquecia!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.